Dicas Pets

Adotando um pet: Principais pontos pra se atentar com a chegada do novo amigo

Adotar um cãozinho ou gato é delicioso. Você sente que está ajudando o bichinho a encontrar uma família que será amável com ele ao mesmo tempo em que irá levar mais alegria para a casa.

Adotando um pet: Principais pontos pra se atentar com a chegada do novo amigo
Foto: Pixabay

Mas, uma das coisas que os donos devem refletir com a chegada de um bichinho é se o ambiente está adaptado para ele, por exemplo, os locais onde o tapete pet pode ficar para que ele faça suas necessidades.

A chegada de um novo membro na família deve ser muito bem pensada. Um pet exige atenção, zelo e, principalmente, planejamento financeiro. Veja a seguir os pontos que você e sua família devem se atentar antes do pet chegar.

Como receber um bichinho em casa

Antes mesmo de levar o animal para a sua casa, você deverá analisar se o espaço disponível para ele está compatível com suas expectativas. Por exemplo, cães de porte grande ou muito agitados precisam de espaço para gastar suas energias; se você morar em um apartamento deverá compensar a ausência de espaço com mais passeios.

Outro fator que também interfere no bem-estar dele e na saúde é a disposição do comedouro e do pote de água. O ideal é que estejam afastados do tapete higiênico lavável para cachorro para que não haja riscos de contaminação.

Uma dica que vale a pena você investir é no tapete pet tipo jogo americano. Este adereço impede que os potes do animal fiquem em contato direto com o chão, facilitando a limpeza e aumentando a segurança do bichinho.

Além disso, a decoração da sua casa deve estar pensada para o seu pet. Por exemplo, gatos adoram e precisa arranhar, por isso retire cortinas que rasguem com facilidade e, se possível, compre arranhadores para que seu sofá também não seja um alvo.

Da mesma forma, retire do alcance do animal os objetos decorativos que possam ser engolidos.

Tapete pet ou tapete lavável

Já que a segurança e a saúde se tornaram os principais pontos de atenção, você precisa conhecer algumas opções de “banheiro” para o seu cachorro. Hoje no mercado existe o tapete higiênico lavável para cachorro.

Adotando um pet: Principais pontos pra se atentar com a chegada do novo amigo
Foto: Mdecore

Esse item funciona como o jornal, no entanto é confeccionado em materiais mais resistentes e laváveis. De forma que você não precisará gastar muito com a higienização do local onde seu animal faz suas necessidades e ainda ajudará o meio ambiente, optando por uma solução reaproveitável.

Há também o tapete pet. Ele já é mais conhecido e é confeccionado com algodão e um tecido mais macio, que dão um aspecto bastante absorvente para o produto, evitando que o xixi se espalhe pelo chão e facilite para você a limpeza.

Essas são algumas das maneiras de recepcionar bem o novo membro da sua família. Compartilhe com a gente suas dicas e se você já fez uso do tapete higiênico lavável para cachorro.

Até o próximo post.

Dicas Pets

Usar ou não fralda para cachorro?

O uso de fralda para cachorro é bem semelhante ao de um bebê. O adereço serve para auxiliar os bichinhos que não estão em condições de fazer suas necessidades no lugar certo, assim como os donos, que têm a higienização do ambiente facilitada por meio de um tapete pet, por exemplo.

A fralda para cachorro é recomendada para animais idosos, que estão com incontinência urinária, ou em pós-operatório e época de cio. Apesar de ajudar o animal, ela não é indicada 100% do tempo, já que o pet precisa se lamber e cuidar da sua higiene. Então, mesmo diante desses cenários, é bom deixá-lo livre em alguns momentos.

Além disso, em hipótese alguma o dono deve colocar uma fralda no seu bichinho só porque ele não está fazendo xixi e cocô no lugar certo. Nesse caso, ela só irá atrapalhá-lo. A dica para essa situação é apostar no tapete pet, que também é uma espécie de fralda.

Usar ou não fralda para cachorro?
Foto: Zeedog

O tapete pet é uma alternativa para ensinar o filhotinho a fazer suas necessidades no lugar certo, substituindo os jornais. Produzido com algodão e outros tecidos absorventes, o tapete pet evita que o xixi, por exemplo, vaze e se espalhe pelo ambiente todo.

Se o seu cão está saudável e apenas desobediente, procure ensiná-lo com educadores e tenha paciência, porque este processo pode demorar. Enquanto isso tente manter a casa o mais limpa possível, evitando que bactérias e fungos surjam. Uma alternativa de proteger toda a família é usar um jogo americano para cachorro.

O que é um jogo americano para cachorro?

O jogo americano para cachorro ajuda a manter a região onde ele se alimenta um pouco mais limpa. É normal que ao comer, o pet derrube um pouco de ração ou água, dessa forma, o jogo americano para cachorro evita que o chão fique todo sujo e impede que a sujeira traga doenças para o bichinho.

Assim como o tapete pet, o jogo americano para cachorro é uma alternativa que vem para facilitar o dia a dia dos donos e manter o pet mais seguro. São produtos recomendados para todos os tipos de animais, diferente da fralda, viu.

Você já aderiu a algum deles em sua casa? Conte sobre a experiência pra gente.

 

 

Dicas Pets

Os alimentos proibidos para gatos

Mesmo que silenciosos, os gatos hora ou outra acabam pedindo comida para seus donos. É difícil resistir aos bichinhos, mas é importante não desequilibrar a alimentação dele, já que um simples alimento para os humanos pode representar um risco para o pet.

Alimentos proibidos para gatos
Foto: Unsplash / Freestocks

Se seu gato tem o costume de sair de casa e dar uma volta na rua, você deve manter a atenção redobrada. Por mais que em casa você consiga controlar sua alimentação apenas com ração, na rua é impossível acompanhar, o que amplia as chances de uma intoxicação e até de verminoses. Por isso, procure deixar as doses de vermífugo para gatos sempre em dia, a cada 3 ou 6 meses ou conforme a orientação veterinária, e fique de olho para que ele não coma os seguintes alimentos:

 

  • Frutas cítricas;
  • Doces;
  • Passas e uvas;
  • Alho e cebola;
  • Abacate;
  • Café;
  • Leite.

 

Dessa lista o leite é, provavelmente, o que mais surpreende, já que quando filhotes os gatos gostam de bebê-lo e existe aquele estereótipo de que todo gato toma leite. Porém, o único leite recomendado é o materno e só até o período de desmame. Ao ficarem mais velhos podem desenvolver intolerância à lactose, o que acarretará em diarreia e vômito, e há riscos de cálculo renal por conta do cálcio presente nas moléculas do leite.

Alimentos proibidos para gatos
Foto: Unsplash / Oscar Chevillard

No demais, esses alimentos podem trazer riscos para os rins, acelerar os batimentos cardíacos e causar obesidade e anemia. Se perceber que o seu bichinho está passando mal, leve-o ao veterinário para que seja diagnosticado e em hipótese alguma dê remédio de verme para gatos por conta própria sem saber se este é realmente o problema.

Quando utilizar vermífugo para gatos

O vermífugo para gatos deve ser utilizado somente entre os períodos de dosagem indicados pelo veterinário ou caso seu pet seja diagnosticado com algum tipo de verminose causada por alimentos em más condições.

 

Tanto a intoxicação alimentar quanto a verminose tem como sintoma a perda de apetite e só um especialista saberá identificar a diferença. É importante reforçar também que o mau uso de remédio de verme para gatos, e qualquer outro medicamento, pode piorar o quadro da doença.

 

Quando for comprar medicamentos ou, até mesmo, vermífugo para gatos, vá a uma loja que realmente entenda das necessidades do seu pet e não se esqueça da receita.